Tentaram me fazer acreditar que o amor não existe e que sonhos estão fora de moda. Cavaram um buraco bem fundo e tentaram enterrar todos os meus desejos, um a um, como fizeram com os deles. Mas como menina-teimosa que sou, ainda insisto em desentortar os caminhos. Em construir castelos sem pensar nos ventos. Em buscar verdades enquanto elas tentam fugir de mim. A manter meu buquê de sorrisos no rosto, sem perder a vontade de antes. Porque aprendi com a Dona Chica, que a vida, apesar de bruta, é meio mágica. Dá sempre pra tirar um coelho da cartola. E lá vou eu, nas minhas tentativas, às vezes meio cegas, às vezes meio burras, tentar acertar os passos. Sem me preocupar se a próxima etapa será o tombo ou o voo. Eu sei que vou. Insisto na caminhada. O que não dá é pra ficar parado. Se amanhã o que eu sonhei não for bem aquilo, eu tiro um arco-íris da cartola. E refaço. Colo. Pinto e bordo. Porque a força de dentro é maior. Maior que todo mal que existe no mundo. Maior que todos os ventos contrários. É maior porque é do bem. E nisso, sim, acredito até o fim. O destino da felicidade, me foi traçado no berço. Disse um certo pai Ogum.

0 comentários:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Eu vivo de magia, de encantos, de emoção. Gosto de dramas bem elaborados e de tudo que aqueça o coração. Amo produtos de beleza, livros, filmes, músicas, culinária, bichinhos de estimação e otras cositas más. Enfim, Sejam bem vindos ao meu blog.

Faça parte ^^

Tecnologia do Blogger.

Borboletando

Borboletando
Me benzo. Te benzes.
"No meu demente exercício para pisar no real, finjo que não fantasio. E fantasio, fantasio"

"Ai daqueles que se amaram sem saber que amar é pão feito em casa, e que a pedra só não voa porque não quer, não porque não tem asa." Paulo Lemisnki

"Mas ela gosta de colecionar segredos... Coisas grandes,que ela guarda dentro de uma caixinha. É doce,doce,extremamente doce,tão doce... E ela fica ali,mastigando alegrias."

"Da paz e do amor eu quero muito mais."

"Como não era de curtir tristezas, pescou uma estrelinha do céu, botou na testa e acendeu a alegria"

"Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro." (Clarice Lispector)

Parceria

Link Me



by Duas Moças Prendadas!

Postagens populares

Pesquisar este blog

Siga por e-mail

Total de visualizações de página